Política Agrária e Meio Ambiente

Fetaemg Orienta - Receita de Defensivo Alternativo

kale alternaria2x1200

 

A infestação de pragas e doenças nas plantações é um empecilho muito grande para o agricultor familiar, que muitas vezes, por falta de informação, acaba por perder sua produção. Preocupada com isso, a Fetaemg estará veiculando uma série de receitas de defensivos alternativos, uma vez que os agrotóxicos são prejudiciais tanto ao meio ambiente quanto à saúde do agricultor, da agricultora e sua família.

A primeira receita é de Calda Bordalesa. Siga abaixo as orientações para o preparo e aplicação, além das informações sobre sua utilidade:

A calda bordalesa é recomendada para o controle, entre outras doenças e parasitas, de míldio e alternaria da couve e do repolho, alternaria do chuchu, antracnose do feijoeiro, pinta preta e queima do tomate, murchadeira da batata, queima das folhas da cenoura, etc.

  1. a) Indicação: tem ação fungicida e bacteriostática quando aplicada preventivamente e também pode atuar como repelente de muitos insetos.
  2. b) Concentração e Recomendação: a calda bordalesa é um defensivo alternativo preparado com a mistura de sulfato de cobre + cal virgem (hidratada).

Formula clássica 1%

Como preparar?

A formulação a seguir, é para o preparo de 10 litros; para obter outras medidas, é só manter as proporções entre os ingredientes.

  1. a) Dissolução do sulfato de cobre

 No dia anterior ou 4 horas antes do preparo da calda, dissolver o sulfato de cobre. Colocar 100 g de sulfato de cobre dentro de um pano de algodão, amarrar e mergulhar dentro de um vasilhame plástico com um litro de água morna.

  1. b) Água e cal

Colocar 100 g de cal em um balde para capacidade para 10 litros. Em seguida adicionar 9 litros de água, aos poucos.

  1. c) Mistura dos dois ingredientes

 Adicionar, aos poucos, e mexendo sempre, o litro da solução de sulfato de cobre dentro do balde de água com cal.

  1. d) Teste da faca

 Para ver se a calda não ficou ácida, pode-se fazer um teste, mergulhando uma faca de aço comum bem limpa, por 3 minutos na calda. Se a lâmina da faca sujar, isto é, adquirir uma coloração marrom ao ser retirada da calda, indica que está ácida, devendo adicionar mais cal na mistura; se não sujar, a calda está pronta para uso.

OBS: Em mudas pequenas e em brotações novas, deve-se aplicar esta calda mais diluída, misturando-se 1 parte da calda bordalesa, para 1 parte de água.

OBS: Para mofos da cebola, do alho e mancha da folha da beterraba (cercosporiose), usa-se uma diluição de 3 partes de calda para 1 parte de água.

OBS: Convém lembrar que a calda bordalesa perde a eficácia com o passar do tempo, por isso deverá ser utilizada até, no máximo, 3 dias depois de pronta.