Comissão Estadual de Mulheres Trabalhadoras Rurais

IMG 9879

Mulheres reunidas em BH para tratar Marcha das Margaridas e alinhar novos projetos

Em virtude da proximidade da “Marcha das Margaridas 2019”, manifestação que acontece a cada 4 anos, em agosto, sendo a primeira realizada em 2000, por mulheres trabalhadoras rurais de todo Brasil em Brasília, a coordenação estadual das Mulheres da Fetaemg reuniu suas integrantes nessa segunda-feira, 01, para dialogar com o presidente da Federação, também deputado federal, Vilson Luiz da Silva, sobre as ações a serem efetivadas em prol do sucesso da marcha no que diz respeito a atuação das agricultoras familiares mineiras.

Articulação política e a viabilidade operacional e financeira para realização da marcha estiveram entre os temas debatidos. “Esse encontro é a continuidade de um trabalho feito a longo prazo pela comissão estadual de Mulheres, compartilhada com o presidente e deputado Vilson, que prontamente se colocou à disposição para ajudar no que for necessário, seja no apoio da Fetaemg, como também nas articulações na capital federal como deputado”, pontuou a coordenadora estadual de Mulheres, Alaide Bageto.

O fortalecimento das feiras regionais e municipais, a criação de um banco de sementes criolas e de quintais produtivos agroecológicos, como forma de favorecer a atuação das mulheres na economia e produção no campo, também constam no planejamento das Mulheres e foram debatidos no encontro.

Trabalhadoras rurais unidas!

0
0
0
s2sdefault

Fetaemg realiza 1ª Conferência Livre de Saúde das Mulheres Rurais

A Fetaemg promoveu nesta quarta-feira, 31 de maio, a 1ª Conferência Livre de Saúde das Mulheres Rurais, em Belo Horizonte. As participantes discutiram vários pontos, dentre estes, a dificuldade de acesso à serviços públicos de saúde, sucateamento do SUS e alternativas para assegurar os direitos conquistados na área de saúde da mulher.

A diretora da Comissão de Mulheres da Fetaemg, Alaíde Bagetto, destaca que há muitas especificidades em relação à mulher que vive no campo, o que exige um olhar especial do poder público. “Este espaço aberto pela Fetaemg hoje vai nos ajudar a fortalecer o diálogo sobre os cuidados com a saúde da trabalhadora rural. Esperamos que esta Conferência faça com que as mulheres se sintam mais empoderadas e confiantes para o enfrentamento do dia a dia e para a luta em relação à saúde.”

A partir do debate, foram construídas propostas e diretrizes que serão encaminhadas ao Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais e também apresentadas durante a 1ª conferência Estadual de Saúde das Mulheres.

O presidente da Fetaemg, Vilson Luiz da Silva, reforça que as mulheres merecem atenção e que é preciso cobrar um serviço de qualidade. “ Com o debate de hoje, levantamos demandas necessárias, estamos tendo uma preocupação que o governo não tem. A mulher precisa ser vista com carinho e vamos propor melhoras na oferta de serviços de saúde para as trabalhadoras. ” Afirmou o presidente.

0
0
0
s2sdefault