Contag discute desafios do campo com presidentes das Fetags.

13 anos atrás

Contag discute desafios do campo com presidentes das Fetags.

Os debates iniciaram com a fala do presidente da casa, Alberto Broch, que fez uma análise de conjuntura com incidência na formação das forças políticas do Congresso Nacional e do governo Dilma Rousseff. Segundo Broch, 2011 é um ano desafiador, de grandes ações sindicais e que demanda do MSTTR uma forte articulação e mobilização.

Como faz parte da sistemática tradicional da Contag, o debate democrático foi respeitado. Todos os presidentes das Fetags fizeram exposições e apresentaram suas contribuições.

Na opinião do presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Goiás (Fetaeg), Elias D’Angelo Borges, essa reunião possibilitou a discussão de temas mais gerais e da política do movimento sindical. Já a presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais da Amazônia (Fetagri-AM), Izete Rodrigues Rabelo, considera a iniciativa uma forma de informações mais precisas para repassar para os estados.

“Os presidentes são os coordenadores de todas as políticas no estado e é importante ter um momento de discutir as ações com foco na articulação política”, afirmou Chico Sales, presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Maranhão (Fetaema). Para o dirigente maranhense, outras reuniões com esse propósito precisam ser marcadas.

Na análise de Vilson Luiz da Silva, presidente da presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Minas Gerais (Fetaemg), as discussões são importantes, pois o movimento sindical carece de informações. “É preciso que os dirigentes tenham a exata noção da implicação que fatos nacionais e internacionais têm na vida de cada trabalhador rural”, afirma.

Por fim, o presidente da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Rio Grande do Sul (Fetag-RS), Elton Weber, sinalizou a expectativa que essa iniciativa seja incorporada ao calendário sindical e que os presidentes das Fetags possam se encontrar outras vezes durante o ano. “Até então nós não tínhamos esse espaço de discussão de política para tratar de todos os temas do movimento sindical sob a ótica da presidência das federações”, considerou.
Outras questões também foram tratadas, como a apresentação e aprovação da proposta da Contag de alteração do Código Florestal. O encontro continua amanhã (02), com uma reunião com parlamentares na Câmara Federal.

Fonte: Agência Contag de Notícias – Suzana Campos