Dicas Fetaemg: Fungicida Calda Viçosa

CALDA

A Calda Viçosa é um fungicida que destrói ou inibe a ação dos fungos que atacam as plantas, a calda tem ação comprovada sobre diversos fungos, podendo prevenir a ferrugem, antracnose e verrugose por exemplo. Seu ingrediente tem como base a Calda Bordalesa, entretanto, a vantagem adicional é que a Viçosa fornece outros nutrientes para as plantas, pois contêm micronutrientes (boro, cobre e zinco) e macronutrientes (cálcio e magnésio).

Modo de Preparo:

Em um recipiente de plástico, contendo 10 litros de água, misture 100 gramas de sulfato de cobre, 40 gramas de sulfato de zinco e 120 gramas de sulfato de magnésio. Acrescente 40 gramas de ácido bórico com 70 gramas de ureia.

Em outro recipiente com capacidade mínima de 20 litros, coloque 10 litros de água e adicione 110 gramas de cal hidratada. Em seguida, despeje os dez litros de água contendo os minerais e misture com os dez litros contendo a cal hidratada. Essa mistura recebe o nome de calda Viçosa.

Alguns cuidados devem ser tomados ao utilizar a calda:

  1. Aplique a calda no mesmo dia de preparo;
  2. Deve haver agitação constante da calda nos pulverizadores para evitar a formação de depósitos no fundo;
  3. A temperatura ideal para aplicação é de 25 a 30 °C, e a umidade do ar acima de 60%;
  4. É necessário que se faça a aferição do pH da solução, com papel de tornassol, a qual deve ser alcalina (entre 7,5 e 8,5). Se estiver ácida adicione mais cal preparada até atingir o pH ideal;
  5. A família das cucurbitáceas (abóboras, melão, pepino, melancia) e plantas em florescimento são sensíveis à aplicação da calda viçosa. Neste caso, a sugestão é diminuir a 0,25% a calda já pronta em água;
  6. A ordem para misturar os materiais é muito importante. A solução com os sais é que deve ser adicionada à solução da cal, não o contrário, pois vai haver coagulação da calda e, consequentemente, sua perda para o uso;
  7. Coar antes de utilizar a calda;
  8. Utilize luvas, máscara e óculos de proteção para evitar acidentes.

Fonte: Departamento de Política Agrícola e Cooperativismo da Fetaemg.

0
0
0
s2sdefault