Vitória de Lula faz ressurgir a esperança e fortalece a democracia

Vitória de Lula faz ressurgir a esperança e fortalece a democracia
3 semanas atrás

Depois do desmonte das políticas públicas e da redução do papel estratégico do Estado no desenvolvimento, do aumento da fome e do desemprego, é hora de fortalecer a agricultura familiar, combater a fome e melhorar a vida do povo. Essa vitória foi resultado de uma ampla aliança que se formou para derrotar a pauta da extrema direita reacionária, das forças ultraconservadoras e ultra-neoliberalista. Foram mais de 60,3 milhões de votos favoráveis a Lula.


O projeto eleito Lula/Alckmin contou com o apoio de lideranças sindicais por entenderem que esta candidatura se aproximava ao que o Movimento Sindical defende por princípios sobre o desenvolvimento sustentável, políticas públicas, soberania nacional, agenda da classe trabalhadora e da maioria do povo brasileiro e, principalmente, sobre a defesa e valorização da agricultura familiar, dos sujeitos do campo, da floresta e das águas.


O presidente eleito fez um pronunciamento que destacou os desafios a serem enfrentados e as prioridades para o mandato. “Não enfrentamos um candidato, enfrentamos a máquina do Estado brasileiro colocada a serviço do candidato da situação para tentar evitar que nós ganhássemos a eleição. Chegou ao final uma das eleições mais importantes da nossa história. Uma eleição que colocou frente a frente dois projetos opostos de país. E que hoje tem um único vencedor: o povo brasileiro. É a vitória de um imenso movimento democrático que se formou acima dos partidos políticos, dos interesses pessoais, das ideologias para que a democracia saísse vencedora.” 

Lula refirmou que fará um governo que apoiará a agricultura familiar, o combate à fome, o racismo, o preconceito, a redução do desmatamento, que trabalhará para termos de volta um país com paz, democracia e liberdade e que governará para todos.

‘Renasce a esperança e se fortalece o sentimento de que unidos somos mais fortes. Não é hora de nos acomodarmos e certamente a luta deve continuar, unidos e confiantes de que podemos ter um Brasil melhor, menos desigual e com mais justiça social, pelo bem de todos e pelo futuro da nação,“ pontua o presidente da Fetaemg e deputado Federal, Vilson Luiz da Silva.

A luta não para!

Fonte: Assessoria de Comunicação da CONTAG