Mobilizações por todo o estado de MG pela reestruturação do atendimento do INSS

PREVIDENCIA 17

A Fetaemg mobilizou nessa terça-feira, 5, os seus diretores (as), assessores (as), além de homens e mulheres do campo em protestos em todo o estado de MG em prol da reestruturação do atendimento do INSS. Representantes do órgão em todo estado receberam um manifesto contendo os principais gargalos a serem resolvidos para tornar a Previdência Social uma política pública cumpridora do seu papel social e constitucional e eficiente no seu propósito de atender dignamente a população que clama pelos seus direitos.

Demora na análise dos pedidos de benefícios, fechamento de agências, falta de servidores, indeferimentos sem critérios, perícias médicas realizadas em longo prazo, inconsistências e precariedade no funcionamento dos sistemas digitais de atendimento, dentre outros, estão entre as grandes dificuldades recorrentes que têm gerado muita insatisfação e reclamações por parte dos/as segurados/as rurais e urbanos. Essa é uma mobilização nacional organizada pela CONTAG juntamente com as Federações de todo país.

"Cobramos medidas emergenciais para resolver problemas que os trabalhadores e trabalhadoras do campo estão enfrentando para conseguir seus benefícios e solução para questões básicas do dia a dia. A luta é continuada, em Minas, no Congresso Nacional e em todos os espaços de debates. ” Pontuou o presidente da Fetaemg e deputado federal, Vilson Luiz da Silva, em sua fala na manhã dessa terça-feira em live organizada pela CONTAG para tratar o tema.

Minas Gerais é conhecida por suas grandes mobilizações, em todos os espaços de debate e poder, não nos acomodamos e jamais deixaremos de buscar os direitos aos trabalhadores e trabalhadoras do Campo, pois esse é o nosso papel. Muitos dos problemas identificados são decorrentes do descaso do governo com a Previdência Social que, nos últimos anos, vem restringindo o acesso a direitos e implantando uma política de desestruturação do INSS. Pontuou Maria Alves, diretora de Políticas Sociais e Previdência Social da Fetaemg.

A luta não para!

0
0
0
s2sdefault