Fetaemg cobra em audiência com o INSS solução para o grande número de benefícios negados e a demora na análise dos processos

AUD 2

O aumento do número de pedidos de benefícios previdenciários negados, sobretudo, de auxílio-doença, e a demora na análise das solicitações feitas ao INSS, foram tratados na audiência pública (virtual) realizada nessa quinta-feira (03). Milhares de homens e mulheres do Campo, de todo o Brasil, participaram e contribuíram para os debates através de cartazes e centenas de mensagens enviadas durante a realização dos debates.

Representaram o Governo, Alessandro Roosevelt e Fábio Comanduci, pela Diretoria de Benefícios do INSS e Narlon Nogueira, da Secretaria de Previdência do Ministério da Economia. Foi encaminhado a criação de um canal para troca de informações e respostas às solicitações apresentadas pelo INSS e os representantes dos trabalhadores e trabalhadoras do Campo. A fila única nacional, modalidade adotada atualmente, também deve sofrer alterações, conforme pedido apresentado durante o encontro.

A realização da audiência atendeu à solicitação do deputado federal Vilson da Fetaemg (PSB-MG), também presidente da nossa Federação, que juntamente com a CONTAG conduziram os trabalhos. Além dos trabalhadores (as) do campo e representantes dos sindicatos e Federações, o encontro contou com a participação dos parlamentares: deputados federais Heitor Schuch (PSB-RS), Carlos Veras (PT-PE), Bira do Pindaré (PSB-MA), Zé Carlos (PT-MA), dos deputados(a) estaduais Elisângela Moura (PCdoB-PI) e Lazinho da Fetagro (PT-RO).

“A intenção principal é somar esforços e resolver o que de fato atinge a nossa categoria, nossa relação de luta em prol dos homens e mulheres do Campo junto ao INSS é continuada e não para, essa é a nossa função e as ações irão continuar com diálogos na base, junto ao INSS e em todas as esferas do legislativo e executivo,” pontua o deputado Vilson.

A luta não para!

0
0
0
s2sdefault