Encontro Microrregional da Fetaemg discute conjuntura política nacional e os rumos do movimento sindical em Barbacena

A Fetaemg realizou no dia 17 de novembro em Barbacena, um grande encontro de microrregionais da Grande BH, onde participaram lideranças e trabalhadores de cerca de 36 municípios das regiões Vale do Piranga e Trilha dos Inconfidentes.

Mais de 500 pessoas lotaram o auditório para participar dos debates sobre conjuntura política, com ênfase nas reformas trabalhista e previdenciária, e sobre a importância do fortalecimento do movimento sindical. O presidente da Fetaemg, Vilson Luiz da Silva, iniciou sua fala pontuando as ações que a federação vem implantando para contrapor as ações deste governo ilegítimo. “Fizemos e continuamos a fazer mobilizações em todo o estado contra as reformas da previdência e trabalhista, ocupamos as agências do INSS, ocupamos o MDA contra o seu fechamento, entregamos um abaixo assinado com mais de 1 milhão de assinaturas ao presidente da Câmara e estamos dialogando constantemente com nossos trabalhadores para alertá-los e pedir seu apoio. A situação só não está pior porque estamos vivos e firmes na defesa dos nossos direitos.”

Vilson também fez uma grande explanação sobre a conjuntura política e econômica do país, criticando o descaso das autoridades com os trabalhadores e com as classes menos favorecidas da sociedade. “O poder dos que estão em Brasília é usado para atender interesses próprios, ao invés de atender a população. As pessoas morrem em filas de hospital, sem nenhuma assistência. Querer privatizar todos os serviços, para que o povo se sujeite aos serviços particulares das grandes empresas. Estão acabando com a educação, fazendo cada vez mais cortes, pois pessoas sem informação não conhecem seus direitos, não lutam e é isso que o governo quer.” Analisou o presidente.  Ainda, Vilson concluiu que temos uma importante chance de mudar e melhorar o país através do voto, elegendo representantes que conheçam e apoiam os trabalhadores. “No ano que vem, podemos construir um país melhor e mais justo com o nosso voto. Chega de ser enganado! Enquanto houver trabalhador no campo, a Fetaemg vai seguir na luta pois juntos somos maiores que eles, por isso precisamos estar alertas, unidos e fortalecidos enquanto movimento sindical.”

Representando a CTB, a vice-presidente da CTB mineira, Kátia Gaivoto, lembrou à todos que a luta deve ir além dos sindicatos e que a conjuntura exige dos trabalhadores uma postura de enfrentamento mais firme. “ Neste momento todos os trabalhadores estão sendo massacrados e nós, que somos a maioria, vamos ficar de braços cruzados? Precisamos compreender nossa força, que somos um exército que luta nas ruas, nossa voz e união são nossas armas. E a luta não deve acontecer só dentro dos sindicatos pois a vida dos trabalhadores é decidida em todos os espaços de poder. Temos uma grande chance de mudar no ano que vem, com o nosso voto e podemos eleger quem de fato nos represente e que traga mudanças.”

A diretora de políticas sociais da Fetaemg, Maria Alves, falou sobre a unidade como ferramenta de profundas transformações do país. “Estamos passando por uma crise, não são só as reformas que nos ameaçam. Querem acabar com a assistência social do país. Mas é juntos, somando forças, indo as ruas, que conseguiremos que todos, jovens, mulheres, terceira idade, do campo e da cidade, sejam mais respeitados. A Fetaemg tem uma grande força de enfrentamento e nós temos condições de reconstruir nosso país.”

Alaíde Bagetto, coordenadora da comissão estadual de mulheres da Fetaemg também fez uma reflexão sobre a atuação do movimento sindical no atual cenário, dando destaque ao protagonismo feminino. “Estamos perdendo nossos direitos, sendo prejudicados por um governo que nem eleito foi. Quando falamos das reformas, as mulheres são as primeiras a serem prejudicadas. Agora a presença feminina está aumentando cada vez mais dentro do movimento sindical. Temos que construir juntos, homens e mulheres, uma sociedade mais justa.”

A Fetaemg agradece à presença de todos os trabalhadores e o apoio das lideranças sindicais presentes. Graças à esta unidade foi possível realizar um grande encontro, que representa mais um passo rumo à vitória do movimento sindical de trabalhadoras e trabalhadores rurais!

Incentivo à Pesquisa e Saúde no campo

Durante o encontro, foi anunciada a parceria entre a Fetaemg e o Instituto Federal do Sudeste de MG, representado na ocasião pela servidora e mestre em extensão rural, Vilma Azevedo. A iniciativa prevê o desenvolvimento de um projeto de extensão pautado na cidadania de gênero e diversidade.

Para a Federação, é necessário que o movimento sindical vá além de atender os trabalhadores somente em relação à benefícios; é preciso investir em pesquisa para desenvolver produtos e ampliar conhecimentos técnicos e sociais, promovendo assim mais qualidade de vida.

Além do incentivo à pesquisa, a Fetaemg também defende as boas práticas em relação à saúde dos trabalhadores rurais e por isso, promoveu dentro do evento uma homenagem à instituições que cuidam das especificidades da saúde dos rurais. Foram cinco agraciados que receberam uma placa em agradecimento aos atendimentos de qualidade prestados para as comunidades rurais de Barbacena e região.

Manifesto de apoio à Fetaemg – Na oportunidade, dirigentes, lideranças e trabalhadores do campo redigiram e assinaram uma carta onde  externam apoio e total solidariedade à  Fetaemg que os representam na luta contra os retrocessos e por um Brasil melhor.

0
0
0
s2sdefault